GIF 728x90 - Suplementos GIF 728x90 - Fitness
Destaques Dieta

Obesidade : cuidados para evitar e ao combatê-la, muitos desconhecidos

Compartilhe!
Banner14 2 botas por 199 banner728x90_fm_mapa_foto_mai14

Contra indicações de medicamentos e tratamentos cirúrgicos, médicos registrados, especificidade de dietas e exercícios: saiba o que é preciso para não colocar a saúde em risco

Edição e ilustração: Ariane Pratti

via GIPHY

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. A projeção é que em 2025 cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso e mais de 700 milhões sejam obesos.

No Brasil a obesidade vem crescendo cada vez mais. Levantamentos apontam que mais de 50% da população está acima do peso.

Hipotireodismo retarda o metabolismo

Glândula tireóide. Fonte da Imagem: Da Ong internacional Mayo Clinic.

A obesidade é multifatorial,  pode se dever até a questões hormonais, como hipotireoidismo. Faz exercícios constantemente, segue dieta regrada e não perde peso ? O endocrinologista pode tirar suas dúvidas quanto ao hipotireoidismo ou outras disfunções, após exames.

O sedentarismo é o principal fator da obesidade.Em essência, o que ocorre é que há mais ingestão de alimentos do que gasto de energia, levando a um acúmulo de células gordurosas. Além disso, é bom seguir regras básicas: não ingerir grande quantidade de açúcar nem gorduras, nem excesso de carboidratos durante o dia, sobretudo no jantar, especialmente refinado (pães, massas e arroz brancos), ainda mais  se não for se exercitar logo antes ou logo depois.

O bom-senso e as entidades de saúde recomendam que todos os esforços devem ser feitos para o combate à obesidade que atualmente é considerada doença grave.

Suas complicações como diabetes, hipertensão, síndrome metabólica, infarto, acidente vascular cerebral, morte súbita, entre outras, nos convocam a todos na luta contra a obesidade.

TRATAMENTO DA OBESIDADE E ESPECIFICIDADES DE DIETA E EXERCÍCIOS

Por Ariane Pratti, Editora. Consultoria do Dr. Ruggero Guidugli.

O tratamento da Obesidade também deve ser de múltiplos efeitos, como uma alimentação adequada, estilo de vida ativa, prática de exercícios físicos, evitar fatores que podem levar ao stress,  como com os próprios exercícios, já que o hormônio cortisol leva a engordar.  Altos níveis desse hormônio podem causar a elevação de nos níveis de açúcar no sangue, na pressão sanguínea, aumento de gordura abdominal e ainda perda de massa magra. Além disso, a maioria que se estressa tem vontade de comer demais e comidas carregadas em gorduras ou carboidratos.

Por isso também é importante ter uma dieta de redução energética ou dieta metabólica que não impeçam a prática de exercícios.

 O exercício físico recomendado para acompanhar a dieta é de baixo impacto, como: natação, transport e ergométrica. O Spinning (foto) é uma boa opção se os joelhos estiverem em bom estado. Saiba o porquê. Até a caminhada pode sobrecarregar os joelhos ao se ter sobrepeso, mas já é mais indicada do que corrida. Verifique com seu médico o estado dos joelhos caso opte pela caminhada, já que a tendência a ter condromalácia patelar é grande, ou seja, desgaste da cartilagem do joelho, que não volta. Se isso ocorrer, deve-se fazer musculação regularmente para que a musculatura da região seja fortalecida.

Indicações de cirurgias e detalhes

Segundo do Dr. Ruggero Guidugli, o tratamento medicamentoso ou cirúrgico sempre deve ficar como última opção .

A Abdominoplastia é indicada para obesos que desejam remover o excesso de pele após o emagrecimento. Como qualquer cirurgia, tem seus riscos, por isso, verifique quais médicos estão credenciados na Sociedade Brasileira de Cirurgia plástica.

Já a cirurgia bariátrica (de redução de estômago) tem riscos ainda maiores, deve ser bem pensada e feita após a tentativa de dietas que evitem efeito sanfona, ou seja, as dietas não radicais, como as indicadas abaixo.

Custo da bariátrica: Atualmente custa entre R$ 15 e R$ 20.000, em função do hospital e região brasileira.

Dieta: Bem restrita por cerca de um ano, e por um bom tempo é líquida. Também por isso é melhor evitar gastar tanto dinheiro, já que é necessário ter dieta mais restritiva do que sem a operação:

  • dieta líquida por cerca 2 semanas
  • depois  dieta pastosa por  mais  uns 20 dias
  • os alimentos sólidos podem voltar a ser introduzidos aos poucos
  •  a alimentação  só volta ao normal, em geral, cerca de 3 meses após a cirurgia

Esse tempo de adaptação é muito importante porque o estômago da pessoa fica muito pequeno e cabe apenas cerca de 200 ml de líquido, e é por isso que a pessoa emagrece rápido, porque mesmo que queira comer muito irá se sentir muito desconfortável porque literalmente a comida não vai caber no estômago.

Indicações da bariátrica: Em 2013, O Conselho Federal de Medicina (CFM) ampliou de 6 para 21 as doenças que, associadas a um grau de médio de obesidade (IMC superior a 35 –  calcule aqui o seu), podem se tornar indicações para a cirurgia de redução do estômago. Entram no rol de enfermidades : asma grave, depressão, , infertilidade, disfunção erétil, síndrome dos ovários policísticos,  refluxo, dentre outras. 

ATENÇÃO: A decisão do CFM se baseou em estudos internacionais sobre os benefícios do procedimento para pacientes que ainda não apresentam obesidade mórbida (IMC acima de 40). Porém, foi mantida a norma de que, para a intervenção cirúrgica, a pessoa deve ser obesa há 5 anos e ter tentado o tratamento clínico:exercícios, dieta, e medicamentos – por no mínimo 2 anos.

Medicamento a ser evitado

Em 2013, a Sibultramina voltou a ter comércio permitido no Brasil, porém deve ser evitada. Peça ao médico indicações mais naturais. Tome por exemplo, o chá-de-oliveira, que deve ser preparado conforme indicado aqui.

Efeitos colaterais: Elevação da frequência cardíaca, Aumento da pressão arterial,  dores de cabeça, insônia, prisão de ventre e boca seca.

Contraindicação : para quem tem descontrole na pressão arterial e pessoas que sofrem de alguma cardiopatia (doença no coração). “No caso delas, o melhor a se fazer é uma dieta balanceada e atividade física, apenas”, explica Márcia.

Combatendo a queda da velocidade de emagrecimento

Para quem está com sobrepeso, nas 1ª semanas é normal se perder mais de 1 kg semanalmente. Porém, a perda diminui com o tempo porque o corpo vai se acostumando com a redução calórica.  Mas não se desanime, o importante é a constância e reeducação alimentar, para que não haja efeito sanfona. Por isso, as dietas acima são as mais recomendadas. Aí você não passa fome e, para manter a dieta por mais tempo, pode até comer normalmente alguns fins de semana (dentro das calorias ideais, em vez de reduzidas).

Para combater a diminuição de velocidade da perda de peso, você pode fazer um treino intervalado, o HIIT e  solicitar ao nutricionista dieta com alimentos termogênicos, que aceleram o metabolismo,  como  o já citado acima chá-de- oliveira (que ao contrário de chá verde e “parentes”, não tem cafeína, não tem a possibilidade de causa ansiedade nem insônia). Gengibre, canela e pimenta são outros alimentos termogênicos que podem acelerar o resultado da queima por meio do exercícios, aliados à dieta.

Emagrecer x perder peso

via GIPHY

Lembre-se do Arnold Schwarzenegger ao achar que não está emagrecendo: músculos pesam.

Contudo, lembre-se:  emagrecer nem sempre significa perder peso. Quem faz musculação ganha peso por massa muscular, ao passo que a massa magra aumenta e porcentual de gordura diminui, portanto, pode não haver redução tão drástica de peso, embora possa haver muita queda do índice de gordura.

DIETAS RADICAIS = FRAQUEZA E ESTRESSE 

Não elimine totalmente os carboidratos,  mantenha os saudáveis, como cereais integrais, e frutas.  Caso contrário, a tendência é cair em depressão e ter alta irritabilidade, o que não combina  em com bem-estar com o temperamento para manter a dieta . Os carboidratos são essenciais para o organismo e energia para seu exercício físico, que vai aliviar o estresse, até mesmo em relação À própria dieta. Alimentar-se de substâncias de baixo valor energético, como frutas e verduras, evitar fast-foods, é um conceito básico, mas que deve ser personalizado para suas necessidades (com exercícios e certas vitaminas) e também ao seu gosto. Seguir cardápios que você odeia só por serem da moda ou prometerem milagres abalarão seu psicológico e dificultaram seguir a dieta a longo prazo.

Monte seu cardápio e tenha prazer ao emagrecer

app para dieta

App proporciona flexibilidade do menu durante a dieta

aplicativo de dieta da Nutrisoft viabiliza  é gratuito que você monte o próprio cardápio hipocalórico de forma balanceada, de acordo com seu gosto e o que houver disposição. Você pode ainda optar pelos serviços online de uma nutricionista da equipe Nutrisoft para ajustar suas necessidades, como especificidades de saúde e exercícios que você pratica, de acordo com sua rotina.

Se você for nutricionista, pode contar também com o software para  gerir melhor seu trabalho.

Quero saber mais pelo site da Nutrisoft!

Dieta dos 21 dias

Não quer que nem o app contabilize calorias para você? Então conheça a dieta dos 21 Dias, que trabalha com princípios metabólicos, ou seja, acelera seu metabolismo e utiliza técnicas saudáveis de maneira inteligente. Inclui até mesmo técnicas psicológicas, além de dicas de cardápios e estudos de última geração do Dr.

Rodolfo Aurélio, que têm se difundido na internet.

Com ela, você pode perder até 10 kg neste período, sem perder a saúde!

Quero saber mais !

ORIENTAÇÃO ONLINE PARA SEUS EXERCÍCIOS, INCLUSIVE PERSONALIZADA


Se você não viu o artigo ainda, pode conferir aqui:

Quero saber sobre treinamentos online: corrida e cliclismo; musculação e crossfit

 

 

 

Gostou das dicas? Já usa app para emagrecer ou fez a dieta dos 21 dias?  Comente abaixo, pelas redes sociais, queremos saber o que funciona para você!

FIQUE POR DENTRO
Sabia que Curtir a Fan Page é diferente de seguir?
➡Ao SEGUIR a Fan Page, você recebe mais notificações, como sobre agenda completa de corrida, eventos GRÁTIS, dicas sobre negócios e empregos na área da saúde e beleza. Clique em curtiu->ver 1º/todas notificações. Mas lembre-se: para garantir, tem que acompanhar o site.
Conte com o site para divulgar eventos com isenção de inscrição, de qualquer modalidade e tipo: competição, palestra, treinos solidários e avaliações físicas gratuitas: contatar@s2atividadefisica.com.br
Avise seus amigos sobre este post pelas redes sociais.
Abraços e bons treinos,
Ariane Pratti.

Compartilhe!

Comentários

comentários

loading...

Sobre o autor

Dr. Ruggero Bernardo Gidugli

Maratonista com mais de 70 anos, e especialista em medicina esportiva, Dr. Ruggero atua em hospitais públicos e ministra palestras sobre saúde e qualidade de vida.
GRADUAÇÃO E 3 MESTRADOS PELA UNIFESP
Graduação: Medicina.
Mestrados: Ciências da Saúde.
Cirurgia.
Administração Hospitalar.
Especialista em Medicina Esportiva.

error: Conteúdo protegido. Para parcerias de conteúdo, contate: contato@s2atividadefisica.com.br